Skip to main content

ONDE REPORTAMOS


Traduzir a página com Google

Recurso Jornalístico December 9, 2020

Atrás da história: A morte dos polinizadores

País:

Autor(a):
In Lucas do Rio Verde in the Amazon state of Mato Grosso, the terrible effects of one of these pesticides, Paraquat, accidentally sprayed over the population in 2006, can still be seen. It resulted in high cancer rates and the extinction of bees.
Inglês

What is happening in the heart of South America where the Amazon forest and Cerrado biomes meet...

author #1 image author #2 image
Vários autores
Behind the Story: The Death of the Pollinators, with Mara Régia di Perna.
Behind the Story: The Death of the Pollinators, with Mara Régia di Perna.

Legendas de vídeo disponíveis em inglês e português.

A fazenda de mel de Seu João do Mel costumava ser o lar de 100.000 abelhas nativas. Hoje, restam apenas 100 caixas de mel e sua outrora próspera fazenda se tornou um cemitério de abelhas. As plantações de soja - e os pesticidas que as acompanham - invadiram a terra ao seu redor, relata a jornalista e bolsista do Amazon Rainforest Journalism Fund, Mara Régia. A terra foi posta a nu pelo desmatamento para expandir o agronegócio em larga escala. A água foi contaminada. Incêndios se acenderam e o ar foi envenenado. A destruição já vem ocorrendo há anos.

A experiência de Régia com este tema remonta a mais de uma década. Em 2006, Régia estava a caminho de Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso – um dos maiores polos do agronegócio mundial, para ministrar uma oficina sobre combate ao desmatamento, queimadas e construção de hortas medicinais. Chegou a tempo de testemunhar a tragédia provocada por um avião que despejou veneno sobre a região e imediatamente matou todas as plantas. A triste história virou denúncia de lideranças às autoridades, virou grandes reportagens e estudos científicos sobre as consequências anos depois, inclusive como a contaminação no leite materno por agrotóxicos.

Treze anos depois, como um número recorde de pesticidas foi autorizado para uso no Brasil, Régia voltou à região para entrevistar residentes e cientistas sobre o novo assassinato em massa de abelhas causado pelo uso indiscriminado de pesticidas nos biomas da Amazônia e do Cerrado. O relatório de Régia expõe como a morte dos polinizadores representa cada vez mais uma ameaça real na região.